quarta-feira, 16 de março de 2016

O PERDÃO E A NOSSA CRIANÇA DIVINA


Perdoar é libertador, porque quando perdoamos deixamos toda a bagagem pesada e dolorosa para trás, renascemos com leveza, prontos novamente para um novo ciclo de vida, porém com mais sabedoria, compaixão, e maior amadurecimento perante a vida.

Alcançar o perdão seja por alguém, por alguma situação, ou por si mesmo, possui um caminho a ser percorrido que ninguém mais pode fazer por você.

Entrar em contato com nossa dor é importante para tomarmos consciência do que aconteceu, sentindo compaixão por nós mesmos. Porém, alimentar nossa posição como uma vítima, apontando culpados e listando arrependimentos, cria cada vez mais amarras e algemas presas ao passado, paralisando nossa atitude de mudar alguma coisa no agora.

Não importa quantos sonhos, objetivos e metas sejam planejados em nossas vidas, se não conseguimos caminhar com liberdade e leveza para o futuro, se nosso presente é carregado pelo fardo do que se passou.

Transformar o agora exige uma mente e coração livres e abertos, sem medo de viver: o que significa lançar-se para novas experiências. Assim como uma criança, tudo é um aprendizado. Cada machucado foi necessário para que pudesse aprender a correr, pular, brincar, crescer, extrair o melhor do seu momento. E ao final, ela cresce e nem se lembra de que não nasceu fazendo tudo isso.

Ter uma mente e um coração abertos significa não ter julgamentos, por nada ou por ninguém – muito menos por si mesmo. Quando crianças brincam não existem culpados, todos estão aprendendo juntos. Crianças conseguem ser felizes em qualquer lugar, desde que estejam amando e sendo amadas. E elas nos amam genuinamente pelo que somos, jamais pelas nossas posses, diplomas ou títulos.

Essa mesma criança capaz de amar, brincar, aprender e nos trazer de volta ` a vida existe dentro de cada um de nós. Sentimos sua presença quando a vida se torna mais alegre numa roda de amigos, com nossa família, numa viagem fantástica, quando ganhamos um presente surpresa e inclusive, quando perdoamos também.

A vida exige que a gente cresça, amadureça, e um dia nos tornemos adultos. Mas a Criança Divina está sempre presente dentro de nós, e espera um descuido de adulto para mostrar que `as vezes vale a pena ser criança: vive com vontade, se lança para o novo, ama sem medo, e perdoa com humildade.

O Amor só pode existir se acompanhado do Perdão. Porque somos todos humanos, amar é a nossa natureza e viver todos juntos é um grande desafio. Aprendemos pelas nossas experiências, e quando aceitamos nossas lições com a simplicidade de uma Criança, tocamos cada vez mais perto nosso coração, nossa alma, nossa essência, nosso ser Divino.

Yumi Hada

Sem comentários:

Enviar um comentário