terça-feira, 17 de setembro de 2013

OS SONHOS NA VISÃO ESPÍRITA




É no momento do Sonho que nosso espírito se desprende do corpo físico, permanecendo ligado por um cordão fluídico, e assume suas capacidades espirituais. O sono foi dado ao homem para a reposição das forças orgânicas e morais. Enquanto o corpo recupera as energias que perdeu pela atividade no dia anterior, o espírito vai se fortalecer entre outros espíritos. Recobra, durante o sono, um pouco da sua liberdade e se corresponde com os que lhe são caros, quer nesse mundo, quer em outros. 
Mas, como é pesada e grosseira a matéria que compõe o corpo dificilmente conserva as impressões que o Espírito recebeu, porque a este não chegaram por intermédio dos órgãos corporais. Por isso a importância de termos uma conduta moral aplicada, com boas companhias, leituras e musicas. Nossas companhias do dia serão as da noite, ou seja, o nosso pensamento vai atrair espíritos encarnados e desencarnados que tenham a mesma sintonia que a nossa.



São através dos sonhos que temos contato com amigos, parentes, instrutores e desafetos. Dessa forma, precisamos aproveitar o máximo para podermos ser esclarecidos sobre a dificuldade que estamos passando. É através dessa conversa que teremos com esses espíritos afins que poderemos, no dia seguinte, estarmos aptos a tomar decisões mais precisas. Mesmo não lembrando do sonho na maioria das vezes, através de uma visão, uma frase ou uma conversa, poderá lembrar de algo que nos foi elucidado durante o sonho e, assim, poder tomar a decisão correta.



Duas pessoas que se conhecem podem visitar-se durante o SONO. Muitos que julgam não se conhecerem costumam reunir-se e se falar. Podes ter, sem que suspeite, amigos em outro país. È tão habitual o fato de ir ao encontro, durante o Sono, com amigos e parentes e de pessoas que não conhecem na vida real, mas que lhe podem ser muito úteis.
Espíritos encarnados podem reunir-se em certo numero e formar assembléias. Os laços (antigos ou recentes), da amizade costumam reunir deste modo diversos Espíritos, que se sentem felizes de estar juntos. Pelo termo Antigo se devem entender os laços de amizade contraída em existências anteriores. Ao despertar, guardamos Intuição das ideias que nos foram passadas, mas ficamos na ignorância da fonte donde procederam. 



Durante o Sono, ou quando nos achamos apenas ligeiramente adormecidos, nos acodem idéias que nos parecem excelentes e que se apagam de nossa Memória, apesar dos esforços que façamos para retê-las.
Estas idéias provêm da liberdade do Espírito que se Emancipa, e que, emancipado, goza de suas faculdades com maior amplitude. Também são frequentemente, CONSELHOS QUE OUTROS ESPÍRITOS DÃO. 
Essas idéias, que são esquecidas, em regra, mas dizem respeito ao Mundo dos Espíritos do que ao Mundo Corpóreo. Pouco importa que comumente o Espírito as esqueça, quando unido ao corpo. Na ocasião oportuna, ela volta como Inspiração de momento!



LAÇOS DE FAMILIA:



Os animais vivem vidas materiais e não vida moral. A TERNURA DA MÃE PELOS FILHOS tem por principio o instinto de conservação dos seres que ela deu á luz. Logo que esses seres podem cuidar de si mesmos, está ela com sua tarefa concluída e nada mais lhe exige a Natureza. Por este motivo, é que os abandona, a fim de se ocupar com os novos filhos!
Há no homem alguma coisa mais, além das necessidades físicas: há a necessidades de progredir. Os LAÇOS SOCIAIS são necessários ao PROGRESSO e os de FAMÌLIA mais apertados tornam os primeiros, constituindo uma Lei da Natureza. Quis Deus que, por essa forma, OS HOMENS APRENDESSEM A AMAREM-SE COMO IRMÃOS.
O resultado do relaxamento dos LAÇOS DE FAMÍLIA seria uma recrudescência do EGOÍSMO!



CONSELHO DE CHICO XAVIER AOS PAIS:



Várias vezes visitaram com Emmanuel e André Luiz, as regiões do Umbral... Não vi por lá uma criança sequer, mas pude observar muitos pais que se responsabilizaram pela queda dos filhos – mais pais do que mães!...
Por isso, os pais devem lembrar que a paternidade é sem contestação possível, uma verdadeira missão. É ao mesmo tempo um grandíssimo dever e que envolve mais do que pensa o homem, a sua responsabilidade quanto ao futuro. Deus coloca os filhos sob a tutela dos pais a fim de que estes o dirijam pela senda do BEM. Para que eles (as) sejam pessoas de BEM no futuro, construindo um mundo melhor!

Questão 582 de O LIVRO DOS ESPÍRITOS.

Sem comentários:

Enviar um comentário